Rascunho – Anjos: Cidade de Prata 4ª Edição

Publicado: 08/08/2012 em RPG, Trevas e Arkanun
Tags:,

Colocando aqui a primeira parte do capítulo de história do livro que estou escrevendo do Anjos. É uma reconstrução do grande livro do Marcelo Del Debbio. Em breve devo soltar na rede mas com o sistema Storytellinhg.

O Início

Dizem que no princípio, Demiurgo criou o Céu e a Terra.  Havia trevas sobre a face do abismo e Ele, em todo seu poder, ordenou que houvesse luz. A luz se fez, havendo separação entre noite e dia. Durante os próximos sete dias, trabalhou nessa criação. Assim contam os mortais, assim contam os anjos, aqueles anjos novos demais para se lembrarem dos tempos em que Ele, em sua magnificência, desceu dos Céus para criar… e destruir. A Roda dos Mundos girava.

Os sábios contam que 15 mil anos antes de Christos descer como homem na Terra, Demiurgo surgiu em Paradísia. Surgiu como o Jeová Sebhãôh, Senhor dos Exércitos, seguido por sua hoste de anjos alados. E sua luz dispersou as trevas à custa de sangue e guerra. Assim separou-se o dia da noite, com os raios de sol banhando os ungidos do Senhor. O que antes era caos unido, tornou-se ordem, separada, com terra e água, céu e solo. Os servos de Demiurgo se espalharam, pois ele não descerá do Éden, o mundo ainda por existir, para ser senhor de exércitos. Não, os próprios mortais escreveram em seus livros sagrados. Demiurgo desceu para ser El Shadai, Senhor Todo Poderoso, Senhor de Tudo.

Demiurgo, deus cujo nome ninguém nunca diz ter conhecido, criou a Cidade de Prata durante esse período de guerra. Junto das hostes celestiais, ergueu os seis distritos, cada um com uma função e visão do mundo, onde se hospedaram seus servos iluminados.

As primeiras batalhas de Paradísia não podem ser contadas de modo que os mortais compreendam. Tudo o que ocorreu surgiu em escalas que a mente humana não é capaz de entender até se iluminar. Deuses nasceram e morreram, almas foram destruídas diante da fúria de Demiurgo. Criador e destruidor, sua chegada deu forma ao Reino dos Céus, uma forma que gerou inveja entre outros de sua espécie que viviam no Éden, Reino do Amanhã. Outros desses desceram para guerrear sem nunca se tornarem adversários frente ao poder daquele cujas hostes já dominavam boa parte de Paradísia.

O poder da Cidade de Prata se firmou. A guerra continuou, mas agora, no que os mortais chamavam de o sétimo dia, Demiurgo descansou. Para ele, a ordem estava imposta. Filhos do Reino do Amanhã que estava antes dele ou que chegaram depois não conseguiram lutar a não ser sob as novas regras impostas. E dessas regras, havia poucos que conheciam melhor do que Lúcifer, Portador da Luz. Esse anjo, Príncipe das Hostes, tomou a liderança da Cidade de Prata. Sob seu comando, seres que poderiam ter originado religiões iluminadas, torpes ou simplesmente puras foram obliterados antes que os mortais os conhecessem. Outros sobreviveram.

Nem tudo foi guerra, nem tudo foi vitória. Outras cidades se mantiveram incólumes e impuseram sua força contra os anjos de Demiurgo. A guerra foi mantida, mas sob o comando de Lúcifer, é fato que nunca nenhum exército prateado conheceu a derrota. E todas essas vitórias tomaram o coração do Príncipe das Hostes.

Anúncios
comentários
  1. Dionattan disse:

    cara achei ótimo, e mais ainda o fato de vc esta ressurgindo com o nosso amado anjos a cidade de prata, mas se for possivel poedria ser pra daemon tb? sou narrador de anjos há mais de dez anos, fiquei super feliz com a sua proposta, por favor não desista desse cenário ,abraço.

    • shaftiel disse:

      oi, cara.
      pretendo desistir não. tem umas 12 páginas escritas já e só não escrevi mais pq não tive tempo ainda.
      vou lançar para storytelling a princípio, mas depois quero ver se vou mexendo para daemon. de qq maneira, o q vai mudar mesmo é a ambeintação e ela pode ser usada ignorando-se o sistema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s