Magistrados, seita Lasombra

Publicado: 14/08/2012 em RPG, Storyteller, Vampiro a Máscara
Tags:

 É bem sabido que o primeiro antediluviano a ser destruído na Revolta Anarquista foi Lasombra, um dos mais velhos desses seres. A morte do ancião provocou uma grande cisão no clã gerando os Lasombra, mestres do Sabá, e os Lasombra antitribu, seguidores da Camarilla. Poucos sabem, mas existe mais uma facção em meio a estes grupos. Eles se proclamam os Magistrados, os mais fiéis seguidores de Lasombra. Quase como um grupo de Lasombra antitribu, esses vampiros são seguidores fiéis de seu antediluviano, mesmo depois de sua morte.

Os Magistrados louvam seu antediluviano como uma divindade liderados por uma das primeiras progênies de Lasombra. Sendo fiéis à filosofia católica do bem e do mal, eles seguem sua pós-vida acreditando que Lasombra foi um mártir e um profeta entre os Membros. Esses vampiros se consideram discípulos dessa divindade sacrificada pela anarquia e caos e têm um dever de mostrar sua palavra para outros membros como que sacerdotes. Obviamente, a discrição é uma característica essencial para que a seita continue ativa sem perseguição direta do Sabá.

Todo vampiro pertencente aos Magistrados se considera sacerdote, juiz e algoz. Sua primeira função é louvar ao antediluviano, procurando pistas sobre suas progênies mais poderosas para delas adquirir mais informações e até mesmo o sangue poderoso desses traidores. Assim eles oram continuamente, realizando Missas Sombrias, as reuniões em que comungam com o sangue dos anciões. O papel de juiz é realizado quando o Magistrado julga os traidores do clã, as criaturas caóticas e demoníacas que trabalharam para destruir o anjo das trevas que os criou. Tendo a sentença, eles mesmos executam os inimigos.

A furtividade e a intriga são suas maiores armas dos Magistrados. Disfarçados entre Lasombra e Lasombra antitribu, eles difundem sua palavra e buscam a purificação dos Membros. Eles são o mal mandado por Deus para punir aqueles que fogem da linha entre os mortais e membros. São os anjos que fazem o trabalho sujo do Céu, os anjos negros. Cabe a eles encontrar aqueles que carregam o sangue maligno que matou seu salvador, desse modo, os Magistrados são perseguidores dos Assamitas antitribu e Lasombra, tramando contra os poderes desses grupos com ainda mais intensidade do que pregam a palavra de seu antediluviano falecido. Há anos, esses Magistrados procuram por Gratiano, o traidor, sem conseguir nada. Mesmo assim, seu trabalho continua purificando seu clã.

A seita escolhe com muito cuidado seus membros. Quando abraçam, costumam escolher padres que tenham perdido sua fé e justiceiros que acreditem na comunhão divina. Muitos são mestres na lábia, no conhecimento das leis e em ocultismo. Eles pesquisam avidamente a história de seu clã e alguns até acreditam que seu antediluviano esteja vivo, escondido no reino das sombras. Qualquer sinal das trevas é analisado e pesquisando podendo ser uma  mensagem de seu mestre.

Uma das táticas de purificação dos Magistrados é sua atuação na Les Amies Noir, a polícia dos Lasombra. Eles conseguiram se infiltrar nessa organização e a usam para eliminar os Guardiões mais perigosos e que possam saber sobre sua existência.

O ritual de iniciação da seita consiste em uma cerimônia onde o sangue de vários membros é bebido e história dos Lasombra é contada. Antes de ser abraçado, o indivíduo tem vários encontros com seu futuro senhor e começa a ser convencido aos poucos sobre a santidade de Lasombra e sua missão de punir o mal no mundo.

Os Magistrados não possuem muito apoio no Brasil. Eles até tentaram contato com os Devotos Eternos, mas perceberam o quanto sua filosofia é diferente. Eles tentaram entrar em São Paulo para conseguir purificar a cidade, mas ninguém realmente sabe o que está acontecendo na maior cidade do país.

Apelido: além de serem pouquíssimos, os Magistrados são pouco conhecido. Não possuem apelidos, mas costumam se chamar de anjos negros.

Aparência: Os Magistrados costumam se vestir como padres com túnicas e batinas, mas outros preferem se adaptar aos modos de vida da seita em que estão infiltrados. Seja como for, eles costumam sempre passar uma imagem de pureza e dignidade.

Antecedentes: Os Magistrados costumam abraçar mais aqueles com atributos mentais maiores e depois sociais, mas existem os assassinos infiltrados na Les Amies Noir. Seus principais antecedentes são Identidade Alternativa, Recursos e Lacaios.

Disciplinas: Dominação, Potência, Tenebrosidade (sendo Taumaturgia muito comum)

Fraqueza: Os Magistrados são apenas uma seita dentro do clã Lasombra, por tanto sua fraqueza é a mesma, eles não possuem reflexo em espelhos além de receber um ponto de dano extra por luz solar.

Organização: Como é comum entre os membros, o mais velho toma o poder sobre todos os outros na região dando as ordens a qualquer um. Seguem uma organização como a da Igreja Católica e muito semelhante a do Sabá. Grupos mais próximos se reúnem mensalmente para a Missa Sombria em que a comunhão é realizada com o sangue dos mais velhos. Esse ritual tende a criar um Vincullum entre os Magistrados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s