Resenha: As Pirâmides de Napoleão por William Dietrich

Publicado: 20/04/2013 em Livros, Resenhas

AS_PIRAMIDES_DE_NAPOLEAO_1245897479PAs Pirâmide de Napoleão contam a história de Ethan Gage, um americano aventureiro meio que perdido na Paris da Revolução Francesa, quando Bonaparte se tornara um grande general e resolvera invadir o Egito. Gage, maçom e metido em problemas, consegue, através de seus contatos, escapar de acusações de um crime que não cometeu para participar da expedição ao Egito.

Seus problemas na verdade começaram ao conseguir um medalhão que poderia revelar muitos segredos, daqueles típicos segredos e mistérios dessas aventuras, cosias como “os egípcios eram muito mais espertos e avançados do que nós”. Nisso, ele encontra uma mulher para ajudá-lo (advinha o que acontece?) e por aí segue a aventura pelo Egito no maior estilo Indiana Jones.

O livro é bem escrito, mas o grande problema é o excesso de clichês. É um clichê por página. Se você já assistiu a todos os filmes do Indiana, então não terá nenhuma, repito com letras maiúsculas, NENHUMA surpresa durante o livro todo (muito menos no final dele).

Não tenho nada contra os clichês. Tenho contra a maneira como são usados. Meu autor predileto, o Cornwell, usa clichês, mas o faz tão bem que os torna ótimos e viciantes para o leitor. Aqui isso não acontece. Mas é um bom livro, para uma leitura sem compromisso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s